Inauguração do Núcleo de Prática Jurídica da UFF-VR

Inauguração do Núcleo de Prática Jurídica da UFF-VR

Por Carolina Perez e Arthur Bastos

Aconteceu nessa semana, dia 12 de maio às 10 h, fato marcante no curso de direito, a inauguração no Núcleo de Prática Jurídica da UFF – Volta Redonda, sem dúvida, uma grande conquista para todos pertencentes ao curso.

Organizada pela Profª. Ana Alice de Carli, professora da disciplina de prática jurídica, a inauguração contou com a participação do Dr. Alex Martins Rodrigues, presidente da seccional OAB-RJ Volta Redonda, e com a Dra. Lúcia Caldeira, advogada militante na cidade, que ofereceram uma breve palestra para o 7º período, primeira turma do curso de direito a utilizar o NPJ. Estiveram presentes também a coordenadora do curso de Direito Vanessa Iacomini, assim como o chefe de departamento Marco Aurélio Casamasso.

Ambos os palestrantes ressaltaram a importância do advogado e de um núcleo como este para a região. O Dr. Alex Martins considera que o núcleo de prática jurídica é um meio para se alcançar cidadania, e destacou a função social do profissional da advocacia na sociedade em que vivemos. Declarou a importância do núcleo na formação do estudante de Direito, tanto na área social e cidadã, assim como na área profissional.  A Dra. Lúcia Caldeira afirmou que dois fatores são de extrema importância na carreira de um advogado: a ética, que considera como a virtude que deve ser inerente a todo este profissional; e o cumprimento de prazos. O profissional da advocacia, segundo ela, possui duas características: é essencial e indispensável na busca da tutela judicial do Estado. E para fechar seu discurso, promoveu uma reflexão, afirmando que enquanto um mau advogado faz de sua profissão a mais vil das profissões, aquele que é, através de sua atuação, um bom advogado, a torna a mais nobre das missões.

A equipe Uffoco fez algumas perguntas à Profª. Ana Alice de Carli, com o intuito de informar aos nossos leitores o que é o NPJ e qual a sua finalidade, bem como esclarecer as pessoas que serão atingidas pelo núcleo e o horário de funcionamento deste. Confiram abaixo:

“O NPJ tem como finalidade institucional promover e coordenar a realização do ESTÁGIO SUPERVISIONADO, o qual objetiva propiciar, na formação jurídica do discente, a integração necessária entre a teoria e a prática profissional, sobretudo, por meio de práticas simuladas, estudos de casos, e mediante a prestação gratuita de serviços de atendimento jurídico e assistência judiciária aos assistidos beneficiários da gratuidade de justiça, nos termos da Lei nº 1.060/1950, dando ênfase e prioridade aos métodos alternativos de solução de conflitos, a exemplo da conciliação, arbitragem e a mediação.

Ou seja, as pessoas naturais que receberão assistência jurídica do NPJ são aquelas da comunidade local e que não podem, sem comprometer suas despesas, pagar pelos serviços de um advogado.

O horário será definido de acordo com as necessidades, mas, com certeza, será no período diurno e nos dias úteis”.

 

Comments are closed.