ELEIÇÃO: Chefia do Departamento de Direito UFF-VR (VDI)

ELEIÇÃO: Chefia do Departamento de Direito UFF-VR (VDI)

Por Beatriz Meneguit

 

No dia 9 de novembro de 2016 (quarta-feira), ocorrerá a eleição para a chefia do Departamento de Direito da UFF de Volta Redonda (VDI). O evento será realizado no hall do bloco A, das 9h00 às 18h00 e é indispensável a presença de todos os docentes e discentes.

A eleição contará com a presença de apenas uma chapa, a qual se denomina “Ética e verdade”. A mesma possui nas funções de chefe e subchefe de departamento os professores Marcus Wagner Seixas e Dalmir Lopes Jr., respectivamente.

 

Tais são as propostas oferecidas por ambos:

1) A luta para a criação da Faculdade de Direito de Volta Redonda, construindo o bloco D (de Direito) onde hoje funciona parte do estacionamento ao lado do Bloco C ou no terreno atrás do campus a ser desapropriado;

2) A manutenção dos trabalhos de campo anuais para os alunos dos últimos períodos nas instâncias do Poder judiciário em Brasília;

3) Apoio ao Centro Acadêmico e à Atlética em suas respectivas áreas de atuação;

4) A busca de recursos para aquisição de obras jurídicas para a biblioteca, tornando-a nos próximos anos referência na região à altura de nossa posição no cenário nacional;

5) Impulso aos processos administrativos internos, como progressão, probatório, seleções, concursos e outros;

6) A luta pelas vagas docentes previstas por ocasião da aprovação do projeto de criação do departamento (VDI);

7) Em conjunto com o ICHS, tornar o NPJ local de efetivo estágio para os alunos da universidade, com atendimento regular das demandas da comunidade local;

8) Incentivo à produção acadêmica dos docentes e discentes vinculados ao departamento;

9) Aprimoramento do processo de seleção dos monitores, tornando-o cada vez mais transparente;

10) Incentivo aos docentes quanto à apresentação de projetos de ensino, pesquisa e extensão, com o intuito de obter mais bolsas aos discentes;

11) Formalização de convênios e parcerias com órgãos jurídicos e escritórios da região abrindo possibilidades de estágios;

12) Apoio às iniciativas de internacionalização do departamento (pós doutoramentos no exterior) e participações em Congressos;

13) Criação de cursos de pós graduação Lato Sensu em Direito Público e dar início aos debates acerca do Mestrado;

 

Nas palavras dos dois representantes: “Por fim, mas não menos importante, a chapa “Ética e Verdade” não tergiversará em questões de condutas que possam macular nosso departamento, servindo de modelo para nossos alunos no que tange ao comportamento condigno de um curso de Direito.”.

Comments are closed.