COLUNA DO ALUNO: Conheça a AIESEC e o aluno Matheus Brum, educador social

COLUNA DO ALUNO: Conheça a AIESEC e o aluno Matheus Brum, educador social

Por Kimberli Libanio

 

A AIESEC é uma organização não governamental  que tem parceria com a UFF-Volta Redonda e UniFOA. Está presente em mais de 120 países, no qual é facilitadora de estágios sociais e profissionais e também promove experiências de liderança. Com isso, é de extrema importância sua sede na cidade de Volta Redonda (escritório está localizado no campus da UFF-Vila), tanto pelo trabalho social que esta realiza na comunidade local, em geral áreas de carência socioeconômica e por vezes preteridas pelo Estado, quanto pelo seu papel de desenvolver habilidades em seus membros, de forma a construir futuros líderes que visam primordialmente a transformação do mundo em um lugar mais justo e igualitário.  É com esse  pensamento que Matheus Brum, aluno de Administração Pública do campus Aterrado e educador social, deseja realizar um estágio na AIESEC da Venezuela. Tivemos a oportunidade de realizar um breve bate-papo com ele, confira abaixo:

UFFOCO: Oi, Brum! Muitas pessoas embora saibam da existência da AIESEC, não tem conhecimento do que realmente trata a organização. Você pode contar um pouquinho de como chegou até a AIESEC e, resumidamente, falar como ela atua no mundo e a importância de possuirmos a ONG em volta redonda ?

MB: Eu conheci a AIESEC através de um amigo meu. Ele era membro e compartilhou alguns posts sobre intercâmbio e eu me interessei. Acabei me inscrevendo para ser membro pois naquela época eu não conseguiria fazer um intercâmbio. Basicamente a AIESEC atua através do desenvolvimento de liderança no mundo todo, através de experiências práticas em ambientes que te desafiam a ser o melhor de si. Ela possui projetos sociais em Volta Redonda que possibilita impactar nossa cidade e região, e também através do programa de ser membro.

 

UFFOCO: Como você acredita que seu trabalho dentro da organização mudou sua vida ?

MB: Eu me conheci bem melhor. Hoje eu sei muito sobre mim (forças, valores, perfil), o que me permite trabalhar em grupo e focar nas coisas que sou bom. Tive a oportunidade de liderar pessoas e isso me ensinou a como gerir uma equipe.

 

UFFOCO: Que tipo de trabalho você realizará na Venezuela ?

MB: Vou dar aula de empreendedorismo para jovens do ensino médio de comunidades carentes. Durante 6-8 semanas irei mostrar pra eles a necessidade e como empreender.

 

UFFOCO: Por que a Venezuela ?

MB: Sendo bem sincero, porque era o país com menor custo de vida, o que torna um pouco mais provável eu conseguir me manter durante o intercâmbio. Hoje trabalho como educador social e por ter que arcar com as despesas dentro de casa, não me sobra muito para juntar e ir conhecer um país no Leste Europeu ou Colômbia por exemplo (sonho em ir pra lá). Mas também tem o cenário atual que acredito ser uma boa escolha para que possa contribuir com a sociedade de lá.

UFFOCO: Por último, mande um recadinho para todos os jovens que também desejam mudar o mundo.

MB: Eu sempre acreditei na capacidade das pessoas mudarem o mundo, desde criança. O filme corrente do bem me ensinou isso e me guia desde então. Você não precisa fazer algo grandioso para mudar o mundo, pequenas ações causam pequenas mudanças, que por sua vez se juntam e vai virando uma bola de neve de boas ações. O mais importante é você acreditar que pode mudar, nunca deixe ninguém falar que você não é capaz, mostre pra eles que você é capaz e ainda pode inspirar outras pessoas a fazerem o mesmo. Talvez as pessoas que nos inspiram, jamais pensaram que seriam fonte de inspiração. Talvez lá na frente, você seja a fonte de inspiração de alguém. Para que o Matheus possa realizar este sonho, é preciso reunir um certo montante. Para tanto, ele criou uma campanha de arrecadação coletiva, cujo link é https://www.vakinha.com.br/vaquinha/projeto-social-emprendiendo-para-el-futuro.

É possível contribuir com qualquer valor e realizar o pagamento via depósito bancário ou no catão de crédito. Muitas vezes não sabemos o que fazer para tornar o planeta melhor, ocorre que, ajudar alguém que tem esse proposito na vida, já é um passo e tanto.

Comments are closed.