COLUNA DOS COLETIVOS E PROJETOS: UFFORMULA

COLUNA DOS COLETIVOS E PROJETOS: UFFORMULA

Por Kimberli Libanio

 

O UFFORMULA, projeto de extensão da Universidade Federal Fluminense, na unidade da Escola de Engenharia de Volta Redonda, objetiva fomentar a pesquisa, de forma a aplicar e divulgar os conhecimentos da área automotiva. A proposta é colocar os estudantes universitários na situação de uma pequena empresa que projeta e constrói um protótipo de um carro do tipo “fórmula”.

Todo o trabalho e investimentos dedicados ao projeto desde sua criação trouxe grandes feitos, a exemplo, a especialização dos alunos neste setor, o que contribui para o ingresso profissional neste segmento. Além disso, o UFFORMULA já esteve presente em competições nacionais.

 

ufformula2

                                                                          Equipe UFFORMULA em Piracicaba

 

O evento Formula SAE, que aconteceu no final de semana dos dias 25,26 e 27 de novembro de 2016, em Piracicaba, interior do estado de São Paulo teve seu início nos Estados Unidos em 1981, idealizado pelas três maiores montadoras da época General Motors, Ford e Chrysler (hoje Daimler Chrysler), que viram no evento uma oportunidade de encontrar promissores engenheiros.
Na disputa, os veículos são avaliados em eventos estáticos e dinâmicos, que verificam a dirigibilidade, desempenho, possibilidade de produção, projeto, custos e resistência. Cada prova tem uma pontuação específica (que contabilizam 1000 pontos) e a equipe que conseguir o maior somatório de pontos é considerada a campeã do evento. Os melhores colocados na competição ganham o direito de participar do evento internacional, nos Estados Unidos.

De lá para cá, a competição teve novas empresas na sua realização e, também, ganhou novos espaços, como a Austrália, Itália, Inglaterra, Alemanha, e o Brasil, onde são reunidas as melhores equipes de cada país.

 

ufformula3

                                                                                   Rumo à competição (NOV/2016)

 

Atualmente, no quarto período, a estudante de engenharia metalúrgica, Marcella Moraes, integra a equipe na área de marketing. Ela nos contou um pouco da sua experiência até o momento.

 

O que te motivou a entrar no UFFORMULA?

Marcella Moraes: Quando entrei na faculdade fiquei sabendo de vários projetos que existiam, um deles era o UFFORMULA. Busquei saber sobre o projeto e fiquei muito interessada, pois sempre fui fã de fórmula 1. Ao fazer o processo seletivo, percebi que se tratava de um projeto muito sério e acabei me apaixonando demais por todas as áreas do projeto.

 

Quais são as fases de desenvolvimento de um carro de competição até o momento final?

Marcella Moraes: Primeiramente um feedback do ano anterior para ver o que no próximo ano deve ser otimizado ou fabricado novo. Após isso começa a prospecção de patrocinadores em paralelo com a criação do planejamento do ano junto com todos os líderes do setor. Colocando datas chaves no ano para as principais entregas dos projetos. Após isso começa o planejamento mais técnico do projeto, de acordo com a priorização do que será feito naquele ano, são feitos os estudos em geral e os específicos de cada área (Freio, Estrutura, Suspensão, Aerodinâmica, Elétrica e Powertrain). Depois dos estudos começa a fabricação de protótipos e do original, acontece a montagem e depois de pronto a fase de testes e correção, para ir para a competição com tudo pronto.

 

Para você, por que mais alunos deveriam se interessar em participar do projeto?

Marcella Moraes: O projeto agrega conhecimento em todos os sentidos, estudamos na prática todas as matérias que vemos na faculdade, cálculo para redução de massa, planejamento estratégico, plano de ação. É como se fosse uma empresa que nós alunos temos que tomar conta e durante a competição aprendemos na vida real como é trabalhar sob pressão. O projeto é a transformação da engenharia teórica na prática.
ufformula4

                                                    Veículo de competição exposto no pátio da UFF-Vila

 

O UFFORMULA é feito com tanta entrega e devoção por parte de seus membros que mesmo aqueles que não mais o integram, continuam a participar de suas atividades ou estar presente nos eventos. A seguir, um breve bate-papo com dois veteranos que deixaram um legado de conquistas na Universidade.

 

Felipe Sérgio Lisboa trabalha hoje numa renomada concessionária ferroviária, mas já vivenciou tudo isso enquanto era universitário, tanto na UFF quanto no exterior.

 

Felipe, sabemos que além de participar da Fórmula SAE aqui no Brasil, você esteve presente na edição da Alemanha, enquanto fazia parte do programa Ciências Sem Fronteiras. Como foi sua experiência no projeto dentro da universidade e na competição?

Felipe Sérgio: Foi sensacional! A equipe que fiz parte na Alemanha é a do Greenteam. Diferente do UFFORMULA no Brasil, o carro de lá fazia parte da categoria elétrica da competição fórmula SAE. Essa diferença de categoria já proporcionou um aprendizado incrível. Mas a maior diferença foi o apoio que o time de lá recebia das empresas próximas e os recursos que eles tinham para fazer o projeto. Fora o comprometimento da equipe, que levava o projeto como uma profissão mesmo (risos).
Participamos de várias competições na Europa, o que me deu a oportunidade de trocar conhecimento com pessoas do Fórmula SAE de diversos países

 

 

Graduado em engenharia mecânica na UFF e ex-membro do UFFORMULA, Pedro Pureza, hoje atua no setor automobilístico. No entanto, ainda encontra tempo para se dedicar a este projeto, atuando como juiz na competição.

 

Hoje você trabalha numa das maiores empresas automobilísticas do mundo. Sempre foi seu sonho atuar nessa área ou pode-se dizer que a paixão por carros surgiu no UFFORMULA?

Pedro Pureza: Minha paixão por carros vem de berço, inclusive é o grande motivo de ter ingressado no curso de Engenharia mecânica da Universidade Federal Fluminense. Porém, só quando entrei no UFFORMULA, que tive contato realmente com as peças e fui aprender para que todas elas realmente serviam e como funcionavam.

 

Depois de ser membro efetivo, qual a sua visão a respeito das dificuldades do projeto? E o que fazer para solucionar esses vícios?

Pedro Pureza: Os erros infelizmente acontecem. E são necessários, pois servem de aprendizado, porém não é legal que o mesmo erro seja repetido, pela mesma equipe ou pela equipe posterior. Para isso é necessário documentar e arquivar de maneira padronizada todas as informações de projeto, e falhas em um banco de dados. Para que seja evidente não só para outros setores, mas também para o futuro da equipe. Pois assim ficará claro toda a evolução do projeto.

 

Com tudo o que você vivenciou, qual foi o momento mais memorável e o seu maior aprendizado?

Pedro Pureza: Trabalhar no UFFORMULA foi com certeza o maior aprendizado da Universidade, pois tive a oportunidade de aplicar os conhecimentos de sala de aula na prática. Fiz no UFFORMULA amigos que vou levar para a vida inteira e que com certeza esbarrarei com todos eles no mercado de trabalho. Citar um momento é muito difícil, pois cada segundo que vivenciei no projeto foi único e de grande aprendizado. Porém o dia que colocamos o primeiro carro montado no chão foi que realmente caiu a ficha de que aquilo tudo era o que eu sempre sonhei em fazer.

 

Admirável como um projeto universitário pode reunir tantas pessoas incríveis e transformar a vida delas. A importância da instituição em viabilizar meios para que, cada vez mais, seus discentes possam criar e desenvolver a ciência, e contribuir assim para o crescimento da sociedade.

Vai além, pois histórias como a de Pedro e Felipe, que por meio de muito estudo e dedicação conquistaram posições de sucesso profissional e, mesmo assim procuram retribuir com gratidão a mesma oportunidade que tiveram. Pessoas movem o mundo e, algumas até conduzem outras para o caminho certo.

O UFFOCO agradece a todos pelo carinho e disponibilidade de nos atender, e deseja muito sucesso para o UFFORMULA.

 

Para maiores informações acesse http://www.engenhariavr.uff.br/index.php/projetos-educacionais/ufformula.html ou https://www.facebook.com/ufformulavr/.

Comments are closed.